Energia solar: simulador revela quanto custa tornar a sua casa autossuficiente

Ferramenta do Portal Solar mostra ainda a quantidade de placas necessárias para suprir o consumo elétrico de residências e empresas

Para simplificar a vida dos brasileiros interessados em ter energia solar em seus lares, o Portal Solar, hub de prestadores de serviço do setor, aperfeiçoou uma ferramenta curiosa: o simulador solar (http://www.portalsolar.com.br/calculo-solar). A partir de informações sobre local de moradia e consumo médio mensal de eletricidade, o simulador mostra a faixa de investimento necessário para instalar um sistema de captação fotovoltaico no imóvel e torná-lo autossuficiente do ponto de vista energético.

O simulador solar considera as 360 cidades com maior densidade demográfica do país e se baseia no índice de irradiação solar de cada uma delas, o que influencia diretamente no tamanho do sistema de captação necessário para atingir a potência almejada. Como outras variáveis não podem ser previstas, como a direção do local onde serão instalados os painéis fotovoltaicos e quantas horas de sol direto o local recebe, o resultado traz desde o preço mínimo até um preço máximo do sistema. Além disso, mostra quantas placas são necessárias, espaço que ocuparão, peso médio por m² e produção anual de energia.

Para um gasto médio de 400 kWh, por exemplo, que resultaria numa conta de luz ao redor de R$ 450, seria preciso instalar um sistema fotovoltaico com potência de 2,8 kWp em Recife, 3,5 kWp em Belo Horizonte e 4,1 kWp em Curitiba. As três opções custariam a partir de R$ 23 mil, R$ 28 mil e R$ 33 mil, respectivamente. “Como Curitiba é uma cidade mais chuvosa e com menor irradiação solar do que Recife, você precisa de um sistema maior para atingir a mesma produção de energia”, explica Carolina Reis, diretora do Portal Solar.
Para a especialista, mesmo nas cidades onde o investimento em energia solar sai mais caro, ainda assim vale a pena. “O sistema tradicional de distribuidoras não oferece nenhum retorno financeiro para o usuário final. Hoje, os sistemas de captação solar têm uma durabilidade de cerca de 25 anos, o que os torna mais baratos sob qualquer comparação. Ou seja, a energia solar é mais barata que a energia que você compra de sua distribuidora”, completa Carolina.
Com cerca de 40 mil consultas mensais, o simulador solar é um sucesso. “O investimento é significativo e essa é a vantagem da ferramenta: facilitar o planejamento e ajudar a desmistificar a energia solar e aproximar o público em geral dessa prática sustentável”, afirma.
Foto:Paineis fotovoltaicos da empresa SolarVolt – Minas Gerais/Divulgação Portal Solar
Fonte: Assessoria de Imprensa
Anúncios

Um comentário sobre “Energia solar: simulador revela quanto custa tornar a sua casa autossuficiente

Ajude na discussão do tema. Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s