Mudanças no comportamento ambiental

Retornar os materiais ao ciclo produtivo – saiba como a logística reversa contribui para a competitividade das empresas.

Você usa sacolas descartáveis no supermercado? Você vai atrás de um coletor de pilhas e lâmpadas quando quer jogar fora as usadas? E as empresas estão preocupadas com a responsabilidade ambiental? Um forte impulsionador das mudanças de comportamento das organizações é as exigências legais, uma vez que estão cada vez mais rigorosas e acompanham os avanços tecnológicos.

Segundo Cris Baluta, Conselheira da Câmara de Comércio Brasil-Alemanha (AHK Paraná) e Coordenadora do Giema – Grupo de Intercâmbio de Experiências em Meio Ambiente, é possível se deparar com empresas que utilizam ferramentas de gestão a fim de reduzir ao máximo o dano ambiental causado por suas atividades.

“A utilização de tecnologias mais limpas, o reaproveitamento de certos resíduos, a reutilização de recursos ou a otimização do seu uso, deixaram de ser encarados apenas como custos, e passaram a ser revistos, analisados e destacados como investimento pelo empresariado”, completa Cris que também é Diretora Comercial e de Eco Relacionamento com Clientes Roadimex Ambiental.

Na realidade, desde que a Lei Federal 12305/2010 – que diz respeito à Política Nacional de Resíduos Sólidos – foi sancionada, há uma exigência legal que prevê a implantação dos sistemas de logística reversa para a coleta e destinação final ambientalmente adequada de produtos ‘inservíveis’. “Na cadeia de fabricação de pneus, por exemplo, já existe um sistema consolidado, porém, em diversos outros setores de grande impacto ainda é necessário trabalhar em questões de viabilidade financeira, estrutural e tributária pertinente ao assunto, além da conscientização da população brasileira.”

Desafios para um sistema ideal de logística reversa
A logística reversa nada mais é do que o retorno dos materiais ao ciclo produtivo, seja por defeito ou por fim de vida útil. Nas indústrias, os canais reversos são necessários devido ao aumento da descartabilidade dos produtos. Com a crescente preocupação ecológica e as criações de legislações ambientais, esses canais colaboram para que as empresas sejam competitivas.

Continuar lendo

Anúncios

Curso: Energia Solar Fotovoltaica

O CURSO de ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA é da UNICAMP. Participe dos treinamentos que são considerados os mais completos cursos de energia solar do Brasil. Alunos de todas as regiões do país já participaram. Os cursos são oferecidos pela ESCOLA DE EXTENSÃO (EXTECAMP) e pela FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA (FEEC) da UNICAMP. Os cursos são reconhecidos e certificados pela universidade. Todos os alunos recebem certificados de conclusão emitidos pela Diretoria Acadêmica da UNICAMP e reconhecidos em todo o Brasil.

Os cursos têm elevado grau de maturidade e reconhecimento pelo público. Já participaram dos cursos na UNICAMP muitos profissionais de grandes empresas e instituições como ANEEL, MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA, CPFL, ELEKTRO, PETROBRAS, CELG, COPEL, ELETROBRAS, ELETRONORTE, LACTEC, ELETROPAULO, além de professores universitários, estudantes, profissionais de diversos ramos, engenheiros, arquitetos, técnicos e um variado público interessado em adquirir e ampliar conhecimentos sobre a energia solar fotovoltaica. Além de um número expressivo de participantes, frequentemente os cursos contam com a presença de palestrantes da indústria e de organismos governamentais.

Os cursos são ministrados pelo autor do livro “Energia Solar Fotovoltaica – Conceitos e Aplicações”, reconhecido especialista na área de sistemas fotovoltaicos. Os alunos recebem materiais didáticos apostilados exclusivos e participam de atividades práticas planejadas para garantir o máximo aprendizado. São duas opções de cursos que cobrem desde os princípios até os aspectos mais avançados dos sistemas fotovoltaicos: “Curso 1: Introdução à Energia Solar Fotovoltaica – Sistemas Isolados e Conectados à Rede” e “Curso 2: Projeto e Dimensionamento de Usinas Solares e Sistemas Fotovoltaicos“. Não há pré-requisitos e os cursos podem ser realizados isoladamente ou em qualquer ordem. Cada curso possui 18 horas de aulas divididas em dois dias.

Mais detalhes e matrícula no link

Fonte: Curso Solar


Fique por dentro de outras novidades sustentáveis pelo Facebook também!
Facebook Casa da Sustentabilidade

Novos modais de transporte: alternativas para diminuir impactos no meio ambiente

Como viveremos em 2040? O que deixaremos para as gerações futuras? Questões como essas, geram naturalmente uma certa ansiedade ao pensamos nas possíveis respostas. Por isso, é importante encontrarmos alternativas para vivermos respeitando o meio ambiente.

foto: reprodução

foto: reprodução

Todos os dias nós acessamos inúmeras informações sobre a situação do nosso planeta: escassez de água, alterações climáticas – secas prolongadas, inundações, tornados -, desmatamento de florestas e alto índice de emissão de dióxido de carbono (CO2). Neste cenário, cada vez mais se faz necessário refletirmos sobre os impactos das nossas atividades no meio ambiente.  Na Semana Mundial do Meio Ambiente (de 01 a 05 de junho), convidamos a todos a refletir sobre um importante tema: as emissões de dióxido de carbono.

Segundo o Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) o CO2 é o principal gás de efeito estufa, responsável pelo desequilíbrio do clima e que acentua os efeitos de eventos climáticos. Em nosso cotidiano realizamos diferentes tarefas e, na maioria delas, emitimos CO2: no deslocamento ao trabalho, em viagens e no consumo de gás e de energia elétrica. As empresas também emitem um alto índice de CO2 nas suas atividades, tanto na produção quanto no deslocamento dos seus produtos e entrada de matérias primas.

Mas o que fazer para diminuir esse impacto? Além das ações de conscientização, as empresas podem optar por diferentes meios para transportar seus produtos, contabilizando as vantagens humano socioambientais de cada uma delas. Hoje no Brasil, existem cinco tipos de modais de transporte:

Ferroviário: transportador de longo curso e de baixa velocidade. Muito utilizado no transporte de matérias-primas e Continuar lendo

Com design clean e corpo totalmente cromado, ducha LorenOne reduz o consumo de água

A ducha apresenta redutor de vazão, que garante a economia de água, mantendo a vazão adequada para um banho confortável.

foto: divulgação

foto: divulgação

Disposta a oferecer produtos econômicos, sem deixar de lado o design arrojado e o conforto na hora do banho, a Lorenzetti, empresa com mais de dez anos de experiência no segmento de metais sanitários, apresenta a ducha LorenOne. O diferencial da peça está no espalhador todo cromado, que valoriza o produto, e na inclusão de redutor de vazão, que garante economia de água em relação às duchas comuns.

No Brasil, de acordo com dados do Secovi-SP (Sindicato da Habitação de São Paulo), o banho com ducha pode representar entre 28% e 54% do consumo de água de uma família. Um banho de ducha com duração de 15 minutos e registro meio aberto consome, em média, 135 litros de água. Com a inclusão do redutor, a ducha LorenOne torna-se a escolha ideal para uso com aquecimento a gás e ainda representa uma economia de até 70% no consumo de água.

Sustentável, o espalhador da ducha LorenOne é constituído em ABS, material 100% reciclável. O crivo articulado do espalhador permite o direcionamento do jato, favorecendo o conforto na hora do banho.

“A palavra de ordem é economia quando o assunto é consumo de água. Por isso, a Lorenzetti desenvolveu a ducha LorenOne, com redutor de vazão, capaz de diminuir em até 70% o consumo de água. O design arrojado da peça comprova que é possível aliar estética com economia de água”, afirma Alexandre Tambasco, gerente de marketing da Lorenzetti.

fonte: Press à Porter Gestão de Imagem


Fique por dentro de outras novidades sustentáveis pelo Facebook também!
Facebook Casa da Sustentabilidade

Bateria de carregada por energia solar mantém casa acesa por horas

O sul-africano Elon Reeve Musk, cientista já comparado a Thomas Alva Edison (1847-1931) e Steve Jobs (1955-2011), acredita que os problemas de energia e do aquecimento global podem ser resolvidos por conta de uma nova invenção: uma bateria de 130 cm para pendurar na parede carregada por energia solar.

Divulgação/ Tesla Motors

Divulgação/ Tesla Motors

Continuar lendo

Menos detergente! Tecidos inteligentes evitam uso excessivo de produtos de limpeza

(foto: reprodução)

(foto: reprodução)

Alguns produtos de limpeza têm em sua composição muita química para obter resultados rápidos e eficientes. Entretanto, o uso excessivo deles pode trazer riscos à saúde e ao meio ambiente. Por exemplo, a espuma do detergente, que é despejada no rio através da rede de esgoto, não sofre decomposição e ainda impede a entrada de oxigênio na água, causando a poluição.

Como alternativa para diminuir ou evitar o uso da química na hora da limpeza, uma opção é utilizar os panos de Alta Performance, como os fabricados pela Esfrebom. Eles são feitos de 100% microfibra que realçam o brilho de várias superfícies – seja para banheiro, vidro, cozinha, carros ou móveis -, sem a necessidade de produtos químicos e água. Isso acontece pela capacidade especial de limpeza que o pano possui, fazendo com que sujeira extraída seja completamente absorvida em todos os panos. Outro diferencial é que a microfibra “agarra” a sujeira, mesmo pequenas partículas, evitando que a poeira seja espalhada.

Sobre a Bettanin

Com mais de 240 milhões de peças produzidas por ano, a Bettanin é uma referência no mercado de utilidades domésticas, sendo líder na categoria vassouras com a marca Noviça, e vice-líder na categoria esponjas com a marca EsfreBom. Empregar design, alta performance e matéria-prima de excelência na produção de soluções para todos os ambientes da casa e no setor de limpeza automotiva têm sido os diferenciais da Bettanin desde 1947. A empresa destaca-se ainda pela produção de um amplo portfólio de produtos, distribuídos entre mops, panos, vassouras, rodos, esponjas, baldes, luvas, cordas e esponjas.

BT-0002-13G-Emb-Panos-Micro_Banh BT-0002-13G-Emb-Panos-Micro_Banh BT-0002-13G-Emb-Panos-Micro_Banh

A Bettanin deu origem ao Grupo Bettanin, que, em 2014, motivado pela expansão e diversificação de negócios, consolidou as Empresas InBetta – uma holding formada pela Bettanin, Atlas, Sanremo, Primafer, Ordene e SuperPro.

fonte: Maxpress


Fique por dentro de outras novidades sustentáveis pelo Facebook também!

Facebook Casa da Sustentabilidade

H&M reforça aposta em algodão orgânico e energias renováveis

Marca sueca apresentou o relatório de sustentabilidade referente ao ano de 2014 onde realça vontade de usar apenas electricidade renovável e materiais amigos do ambiente na produção das suas peças.

520510Pioneira na sustentabilidade ambiental, no 13.º relatório Conscious Actions Sustainability a H&M apresenta dados concretos sobre a quantidade de produtos feitos a partir de peças recicladas, a percentagem de materiais orgânicos utilizados em 2014 e a expansão da lista pública de fábricas fornecedoras. A nível global, os funcionários das lojas tiveram também formações sobre sustentabilidade.

Karl-Johan Persson, director executivo da marca, explica que está preparado para “sacrificar os lucros a curto prazo” e defende que a transparência e as parcerias são necessárias para conduzir a uma mudança real. Lembrando que o combate às alterações climáticas é “um dos maiores desafios dos nossos tempos”, para 2015 o objectivo da H&M é utilizar 80% de energia renovável para a criação de peças de roupa.

Além de continuar a ser líder na utilização de algodão orgânico – em 2014 este representou 13,7% do uso total de algodão –, e pretender utilizar o material em 100% das peças da colecção em 2020, a marca usa também outros tecidoseco-friendly como o poliéster reciclado (feito a partir de garrafas). No sector do calçado, 24,6% já são produzidos com colas feitas à base de água.

Outra das campanhas que deu frutos é a de recolha de roupas velhas para reciclagem (qualquer pessoa poderá depositar todo o tipo de peças e em qualquer condição nas lojas seleccionadas e por cada saco de roupa entregue, a marca oferece descontos dedutíveis na compra seguinte): em 2014 a H&M recolheu mais de sete mil toneladas de peças de roupa, o equivalente ao tecido necessário para produzir 38 milhões de t-shirts.

Na mesma linha, a H&M anunciou, a semana passada, uma parceria com a marca Kering e as tecnologias Worn Again para produzir têxteis inovadores. “É um projecto que pode mudar a maneira como a moda é feita e diminuir a necessidade de extrair recursos virgens ao nosso planeta”, explicou à Voguebritânica Anna Gedda, directora de sustentabilidade da H&M.

O relatório de sustentabilidade segue-se a um comunicado da empresa a dar conta de que as vendas da marca nas lojas físicas em Portugal subiram 20% no primeiro trimestre deste ano face ao mesmo período de 2014. De acordo com os dados da H&M, de 1 de Janeiro a 28 de Fevereiro, foram registadas em Portugal vendas no valor líquido de 32,6 milhões de euros. A loja online da marca está disponível desde 2 de Abril.

fonte: Lifestyle


Fique por dentro de outras novidades sustentáveis pelo Facebook também!

Facebook Casa da Sustentabilidade

Deca promove ações para o Dia Mundial da Água

A sustentabilidade sempre esteve entre os pilares da Deca e no Dia Mundial da Água, 22 de março, a marca não poderia deixar de realizar ações para reforçar a importância deste recurso hídrico e do seu uso consciente.

Para enfatizar sua preocupação com o meio ambiente e com este recurso natural, a Deca traz para a data um anúncio criado pela agência W/McCANN com texto que destaca as mais de 300 soluções para a economia de água, ressaltando que cada pessoa pode economizar até 85% de água em seus chuveiros, torneiras e bacias. A peça termina com o slogan Deca e você. Juntos pela economia de água. O material será veiculado em jornais como O Estado de S. Paulo, O Globo, Valor Econômico e Destak, além da Revista Veja.

Para o fim de semana do dia 21 e 22 a empresa irá distribuir como brinde a Gota anti-stress personalizada com o tema da campanha de economia de água nas lojas Todimo (Mato Grosso e Paraná) e em toda rede Telha Norte.

A marca também irá disparar para seu público interno e externo um e-mail marketing em comemoração a data, enfatizando a importância e atenção ao uso racional da água. Além disso, patrocina o site Ciclo Vivo, voltado para notícias relacionadas ao tema sustentabilidade e meio ambiente, entre os dias 19 e 29 de março, o site trará um conteúdo especial relacionado a água e seu consumo consciente. A home do site terá banners com peças publicitárias da Deca sobre economia de água.

A Deca também abastecerá as suas redes sociais com posts relacionados ao tema e por último, os Serviços Autorizados Deca e Hydra irão distribuir garrafinhas d’água com uma tag contendo o slogan da campanha.

Sobre a Duratex

A Duratex S.A. é uma empresa brasileira, privada e de capital aberto, controlada pela Itaúsa – Investimentos Itaú S.A e Companhia Ligna de Investimentos. Maior produtora de painéis de madeira industrializada e pisos, louças e metais sanitários do Hemisfério Sul, é líder no mercado brasileiro com as marcas Durafloor, Duratex, Deca e Hydra. Produz ainda aquecedores solares e chuveiros eletrônicos. Também está entre as 10 maiores empresa globais dos setores em que atua.

Com sede em São Paulo, conta com cerca de 12 mil colaboradores e 15 unidades industriais estrategicamente localizadas nos estados de Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo, além de três fábricas de painéis na Colômbia, por meio de sua participação de 80% na Tablemac.

Possui 260 mil hectares com florestas plantadas e áreas de conservação nos estados de Minas Gerais, Rio Grande do Sul e São Paulo. Tem suas ações listadas nos mais relevantes índices do mercado, tais como Ibovespa (principal índice de referência da BM&FBovespa), Dow Jones Sustainability Emerging Markets Index (Índice Dow Jones de Sustentabilidade para Mercados Emergentes) e no Índice de Sustentabilidade Empresarial da BM&FBovespa – ISE.

fonte: O Nortão

Conceito de lavagem ecológica chega a Barbacena

“Cidade das Rosas” inaugura primeira unidade da rede de franquias Acquazero

 

Quebrando paradigmas de uma cidade conservadora, a Acquazero, rede de franquia especializada em estética automotiva ecológica, inaugura uma unidade Prime em Barbacena (MG). A franquia chega ao local por meio do casal Matheus de Campos Delic, 38 anos, e sua esposa Lucybelle Gonçalves Candian Delic, 39 anos.

O estado é o segundo que mais investe na rede, com esta, ao todo somam 16 franquias. No município, essa é a primeira a ser instalada. “Barbacena é uma cidade muito monarca, com famílias tradicionais da época do Brasil colonial, onde teremos que quebrar protótipos sobre a limpeza ecológica. Mas independente da cultura local, nós sabemos que o modo de vida ecológica precisa ser implantando com urgência em todos os campos, ainda mais com a crise de água que estamos sofrendo. Com certeza a novidade agradará a todos aqui”, disse Matheus.

Conhecida em todo Brasil e também no exterior como a “Cidade das Rosas”, Barbacena recebe esse título devido a grande produção da flor na cidade. O local contém cerca de 130 mil habitantes e recebe muitos visitantes no mês de outubro quando acontece a Festa da Rosa. Entretanto, nem tudo são flores! Barbacena também é intitulada com outro rótulo; esse um tanto quanto sinistro: “Cidade dos Loucos”, pela quantidade de hospitais psiquiátricos instalados no local.

É uma mistura de contrastes. Essa segunda parte nos faz lembrar um filme de terror não é? Mas não se assuste a cidade é como outra qualquer do interior com muitas praças e jardins, aquela típica igreja, e a interação gostosa entre família e amigos.

A economia é voltada para a agropecuária, o fornecimento de leite e derivados e o plantio de rosas e agora, com a Acquazero, abre espaço para o setor automotivo. “Temos mais de 60 mil carros circulando nas ruas. O setor é muito competitivo, mas vejo que falta qualificação. Estamos muito otimistas com a estrutura da franquia, já que comporta diversos serviços, todos sustentáveis, o que é um diferencial. Aqui, como em qualquer cidade da região sudeste, é preocupante a situação da água”, falou Matheus.

A inauguração aconteceu recentemente e a expectativa do público, de acordo com o novo empreendedor, está surpreendendo. “Estamos fazendo divulgação e vejo que as pessoas estão se interessando muito pelo assunto, acreditamos que será um sucesso”, concluiu.

Modalidade Prime

 

Essa foi a modalidade de franquia escolhida pelo novo empreendedor. De acordo com o diretor da Acquazero, Marcos Mendes, a lucratividade chama bastante atenção dos franqueados para esse modelo de negócio. “A franquia Prime é voltada para locais de alto fluxo de veículos e oferece os 13 serviços da nossa rede, a lucratividade dessa modalidade de negócio é bem maior do que as demais”, disse ele.

Entre os serviços oferecidos está o enceramento, cristalização de vidros, limpeza técnica de motor, impermeabilização de estofados, higienização de ar-condicionado, higienização interna (estofados, teto, laterais de porta e carpete), limpeza e hidratação de couro, revitalização de plásticos e revitalização/cristalização de pintura. Assim como citado anteriormente, para todos os serviços são utilizados produtos biodegradáveis ecologicamente corretos, gerando assim desenvolvimento sustentável.

 

Para a modalidade Prime o investimento total varia de R$ 60 mil a R$ 100 mil. Essa oscilação acontece devido à reforma de loja e capital de giro, dependendo do ponto é necessário mais investimento com reforma e maior reserva de capital. “O cliente pode ter uma lucratividade de R$ 60 mil por mês. “A rede fornece total apoio e auxílio em todos os passos, mas é necessário, de fato, um trabalho em equipe. O esforço do franqueado e vontade de trabalhar é o que faz total diferença nessas horas”, concluiu.

Acquazero

A AcquaZero é uma rede de franquias especializada em lavagem ecológica e estética automotiva. Há seis anos no mercado, a rede tem se tornado referencial nas mais diversas regiões do país por agregar qualidade à sustentabilidade, somando, ao todo, quase 200 unidades.

Um dos grandes diferenciais da rede é a inovação presente tanto na oferta de serviços quanto nas modalidades proporcionadas aos investidores. Atualmente, já são nove modelos diferentes de negócios: Licenciamento Básico, Licenciamento Plus, Licenciamento Express, Franquia Prime, Franquia Standard, Franquia Partnership, Delivery (com carro reboque), Franquia Gold e Máster Franquia. O valor do investimento é outro atrativo, a partir de R$ 4.800 já é possível se tornar um licenciado da marca, e o retorno varia entre seis e 18 meses (de acordo com a modalidade escolhida).

fonte: Fatos&Ideias Comunicação


Fique por dentro de outras novidades sustentáveis pelo Facebook também!

Facebook Casa da Sustentabilidade

Novas tecnologias para economia da água

Arqbox prioriza construção a seco para diminuir o consumo deste bem precioso

casa_box_03_menor

Muito tem se falado da falta de água e da necessidade de sua economia. Não é de hoje que precisamos tomar certos cuidados com este bem tão precioso, mas foi-se o tempo em que somente economizar no chuveiro ou na hora de escovar os dentes traria diferença. É preciso pensar em ações em longo prazo e em grande escala. Por exemplo, você sabia que um dos maiores consumidores de água em nosso país é a construção civil? A Arqbox é uma das empresas que busca, no desenvolvimento de seus projetos e através de novas tecnologias, soluções na hora de planejar e construir uma edificação. 

Uma das opções encontradas é a chamada construção a seco. “O projeto para um sistema convencional ou a seco tem as mesmas diretrizes de concepção, portanto o proprietário não perderá em nada optando por um sistema seco como o woodframe ou steelframe, pelo contrário, ele ganha muito, tanto para si, como para o meio”, explica o arquiteto Jacksson Depoli, diretor técnico da empresa. Dentre os projetos da Arqbox, que foram feitos com estes sistemas, destaca-se o Núcleo SENAI de Sustentabilidade e a Casa Box. 

Estas tecnologias utilizam uma quantidade consideravelmente menor de água, do que uma obra convencional, pois valem-se de materiais pré-fabricados, não necessitam de transformações químicas e geram menos sujeira. “Vale ressaltar que existem vantagens, que a princípio podem não estar ligadas diretamente com a economia da água, mas fazem muita diferença a longo prazo. Por exemplo, a construção em wood frame, a qual gera melhor isolamento térmico no interior da residência, os ambientes apresentam menor amplitude térmica em comparação à temperatura exterior, reduzindo o uso de sistemas de climatização”, sinaliza o engenheiro Marcelo Azuma. 

A Arqbox prioriza estas soluções em seus projetos buscando o melhor custo-benefício ao cliente. “O Brasil já possui tecnologias de ponta para a construção civil, mas ainda somos muito acanhados na hora de botar em pratica novas soluções. Não podemos esquecer que este ramo é um dos principais consumidores de água, e por ter em comunhão o uso de combustíveis fósseis, provoca problemas ambientais sem precedentes”, finaliza Jacksson.   

Sobre Arqbox:

A Arqbox é uma empresa que vê a arquitetura como resultado final de um processo de trabalho multidisciplinar, que vai desde os estudos iniciais, até a materialização da edificação. Hoje conta com uma equipe de mais de 11 profissionais, trabalhando em conjunto nas quatro equipes multidisciplinares que compõe a empresa: arquitetura, interiores, engenharia e obrasDos inúmeros projetos da empresa se destacam: a nova sede do Clube Curitibano, o Parque Costanera, o Núcleo Senai de Sustentabilidade e a Casa Box.

Serviço:
Arqbox
Endereço: Rua Coronel Dulcídio, 1538
www.arqbox.net

fonte: BG Comunicação


Fique por dentro de outras novidades sustentáveis pelo Facebook também!

Facebook Casa da Sustentabilidade