Cerca de 400 mil quilos de entulho gerados nas obras da grande São Paulo são reciclados pela MRV Engenharia

Após a reciclagem, os resíduos voltam aos canteiros de obras e são reutilizados na construção de novos empreendimentos

 20160509_114221

Líder nacional na construção de moradias populares, a MRV Engenharia vem intensificando a implantação de projetos de logística reversa em seus canteiros de obras. As ações visam o descarte ambiental e reaproveitamento de materiais como blocos de concreto e mangueiras, diminuindo, assim, seu impacto no meio ambiente.

A gestão do entulho é um trabalho conjunto com o fornecedor. A MRV faz a postagem dos materiais descartados junto à Presto Blocos e Pisos de Concreto e à Itaipu Pré-Moldados, fornecedoras de blocos de concreto que recebem o entulho de concreto e fazem a sua reciclagem. Os resíduos como concreto, bloco e argamassa (entulho cinza) são utilizados na produção de novos blocos de concreto com baixa resistência (sem função estrutural na obra) e retornam à construtora. “Com o aumento de nossa produção, aumenta também a quantidade de resíduos gerados em nossos canteiros. A MRV sabe da sua responsabilidade na reutilização e descarte consciente destes resíduos, evitando comprometer o meio ambiente e promover o bem-estar dos moradores no entorno das nossas obras”, explica João Paulo dos Santos, engenheiro ambiental da Regional São Paulo da MRV.

20160523_100754A Presto está satisfeita com essa iniciativa. “Estamos muito felizes em contar com a forte parceria da MRV neste processo. É importante que as empresas tenham esse compromisso com o meio ambiente e sustentabilidade em seus processos”, enfatiza Luiz Paulo Calvo, diretor-industrial da Presto Blocos e Pisos de Concreto.

Desde 2015, a MRV trabalha a logística reversa de entulho cinza em São Paulo, caracterizado por restos de concreto. Em dois anos, a MRV instaurou esta política ambiental na construção de seis empreendimentos e poupou o descarte de 389.903 quilos de resíduo. Além disso, em outubro de 2016, o projeto de gestão de materiais se estendeu para os resíduos plásticos, como tubos de PVC e mangueiras de borracha.

Em 2017, a perspectiva da empresa é que a logística reversa seja implementada em todos os empreendimentos da Regional São Paulo. O engenheiro ambiental João Paulo dos Santos enfatiza a importância do projeto. “Com o aumento de nossa produção, aumenta também a quantidade de resíduos gerados em nossos canteiros. A MRV sabe da sua responsabilidade na reutilização e descarte consciente destes resíduos, evitando comprometer o meio ambiente e impactar o bem-estar dos moradores no entorno das nossas obras”, explica ele.

“Somente em 2015, a MRV registrou mais de R$ 3 milhões de economia em ações sustentáveis, doação, reutilização, reciclagem, venda e logística reversa dos resíduos de suas obras”, explica José Luiz Esteves da Fonseca, gestor executivo de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da MRV. O volume de resíduos reciclados ou reutilizados pela MRV saltou de 86,6 mil m³ em 2014 para 247 mil m³ em 2015. “Esse volume é o suficiente para encher 49 mil caçambas que seriam direcionadas para aterros sanitários”, comemora.  Segundo o gestor, desde 2015, a MRV implantou a Política de Sustentabilidade para todas as empresas do Grupo. “O documento reúne diretrizes sociais, econômicas e ambientais que reforçam o compromisso da companhia com o desenvolvimento sustentável e com a atuação equilibrada e responsável”, reforça ele.

MRV Sustentável

Além de trabalhar na implantação de ações de logística reversa, a MRV também investe em outras frentes de sustentabilidade nas obras. Para economizar a utilização de energia elétrica, por exemplo, a construtora faz uso da iluminação natural através de telhas translúcidas e lâmpadas feitas de garrafas PET. Há também nos canteiros da MRV em todo o País o uso sustentável dos recursos hídricos. Nesses locais, a água usada em pias é reaproveitada nos mictórios dos banheiros. Além disso, depois de decantada, a água usada nas betoneiras é aproveitada para a limpeza dos próprios equipamentos e as águas da chuva são coletadas para atividades de limpeza e irrigação de jardins, por exemplo.


Fonte: AI

Anúncios

Ajude na discussão do tema. Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s