Sistema inédito no País de carros elétricos compartilhados ganha novas estações em Fortaleza

Projeto pioneiro no Brasil, sistema de mobilidade alternativa propaga cultura do car sharing; nesta 1ª fase, 4 estações na capital cearense disponibilizam 8 veículos 100% elétricos, com emissão zero de CO2

O Brasil entrou na era do compartilhamento de automóveis 100% elétricos, com emissão zero de gás carbônico (CO2). E, de forma pioneira no País, Fortaleza é a primeira cidade à aderir à tendência mundial do car sharing, sistema permite que diversos motoristas possam compartilhar um mesmo veículo. No Dia Mundial Sem Carros, celebrado em 22 de setembro, o Hapvida Saúde, em parceria com a Prefeitura Municipal de Fortaleza e com a Serttel, entregaram à capital cearense quatro estações dos carros elétricos compartilhados, de fabricação chinesa: O Zhi Dou, do Xindayang Group e o crossover E6, produzido pela BYD.

A nova fase do VAMO – Veículos Alternativos para Mobilidade –  ofertará aos motoristas oito carros, com dois ou cinco lugares, em quatro das cinco estações já implantadas na capital: Montese, São Gerardo, Edson Queiroz e Aldeota/Praça Luiza Távora. A quinta estação (Aldeota/Center Um) estará disponível em breve. Na última fase de implantação do VAMO, a operação completa está prevista para operar com 20 carros elétricos, distribuídos em 12 estações de compartilhamento em Fortaleza.

O VAMO é um sistema de mobilidade alternativa que quer propagar a cultura de car sharing, já bem estabelecida em outras cidades no mundo, a exemplo de Paris. Em Fortaleza, a iniciativa foi possível por meio da parceria entre o Hapvida Saúde (patrocinador do projeto), a Prefeitura Municipal de Fortaleza e a Serttel (responsável pela operação e manutenção). Neste projeto inicial, que se estende por um período de 36 meses, o Hapvida está investindo R$ 7 milhões na viabilização do VAMO.

O sistema de carros compartilhados da capital cearense funciona desde o dia 28 de junho. Em seu primeiro momento, após o lançamento, os carros foram disponibilizados em pontos da cidade para que a população conhecesse os veículos; aos motoristas, foram oferecidos test drive.

Poluição – Para se ter uma ideia do quão preocupante é a emissão de poluentes na atmosfera, ainda em 2012, o Brasil era responsável por despejar 170 milhões de toneladas de CO2 por ano. E ainda naquele ano, 98% dessa poluição vinha dos carros. De lá para cá, o número de veículos nas ruas só aumentou. Em 2012, Fortaleza tinha uma frota que chegava a 843 mil veículos. Até julho desse ano, essa frota já ultrapassa um milhão, crescimento de quase 200 mil veículos só na capital em quatro anos. No Ceará, esse crescimento chegou a 800 mil veículos (2,1 milhões em 2012 para quase 2,9 milhões).

Como funciona – Para poder retirar o carro das estações, é preciso que o motorista tenha um cadastro no VAMO. Esse cadastro deve ser feito pelo site do programa (vamofortaleza.com.br), preenchendo informações como nome, telefone, CPF, endereço e o número da carteira de motorista de habilitação B ou superior. As informações serão verificadas pela Serttel, que entrará em contato com o cadastrado para agendar hora, data e estação de desejo do usuário para a assinatura do Termo de Responsabilidade, bem como para realizar test drive acompanhado de técnico.

Para fazer uso do sistema, por meio do site e do aplicativo para smartphone, os usuários poderão reservar qualquer carro elétrico disponível em qualquer uma das estações, tendo até 15 minutos para efetivar a retirada do veículo. Os carros elétricos poderão ser retirados, todos os dias, das 5h às 23h59, podendo serem devolvidos 24h por dia.

Tarifas – A tarifação do VAMO se dará conforme o tempo em que o carro estiver em uso. Para os primeiros 30 minutos, o valor cobrado do usuário é de R$ 20,00 sendo este valor indivisível, ou seja, do primeiro minuto ao trigésimo minuto o valor cobrado será fixo e totalizará R$ 20,00. Após meia-hora de uso, a cobrança se dará por minuto adicional, variando o custo do minuto conforme o tempo de uso da seguinte forma:

·         Entre meia hora e 1 hora de uso: R$ 0,80 por minuto adicional;

·         Entre 1 hora e 2 horas de uso: R$ 0,60 por minuto adicional;

·         Entre 2 horas e 4 horas de uso: R$ 0,50 por minuto adicional;

·         Após 4 horas de uso: R$ 0,40 por minuto adicional.

A título de exemplificação, o uso por 30 minutos custará R$ 20,00. Já o uso por 45 minutos, será no valor de R$ 32,00, independente da quilometragem percorrida. As pessoas que fizerem uso mensalmente do VAMO pagarão uma taxa de R$ 40,00, que é integralmente revertida em crédito para uso dos carros elétricos. Caso o usuário possua o Bilhete Único, será dado um desconto de 25% nessa taxa. Dessa forma, o usuário manterá um crédito de uso de R$ 40,00, mas pagará somente R$ 30,00.

Sobre o Hapvida – Com 3,3 milhões de usuários, o Hapvida é a maior operadora do Norte e Nordeste em número de beneficiários. Os números mostram o sucesso de uma estratégia baseada na gestão direta da operação e constantes investimentos: são 17 mil colaboradores diretos envolvidos na operação de 21 hospitais, 71 clínicas médicas, 17 prontos atendimentos, 63 centros de diagnóstico por imagem e 57 laboratórios com diversos postos de coleta distribuídos nos 11 estados onde a operadora atua com rede própria.


Fonte: Assessoria de Imprensa

Anúncios

Ajude na discussão do tema. Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s