O que é preciso para ter uma casa sustentável

Reciclar e reutilizar são as palavras-chaves para conquistar um lar sustentável e que respeita o meio ambiente

agua-e-um-dos-recursos-mais-escassos-e-importantes

OS LIMITADOS RECURSOS HÍDRICOS LEMBRAM QUE ESSE DEVE SER UM DOS PONTOS DE MAIOR ATENÇÃO NAS CASAS NO QUESITO ECONOMIA (FOTO: EFE/reprodução)

Depois da 21ª Conferência das Partes (COP21) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC), mais conhecida como a Conferência de Paris, muito mais gente percebeu a dimensão do problema e tomou consciência de que não só as grandes empresas devem atuar, mas os indivíduos também podem agir em prol do planeta.

Passado o burburinho da Cúpula do Clima, o ManaMono.es e RedCicla.com se juntaram para mostrar que a reciclagem pode ser um hábito e o mundo, um lugar melhor para os seres humanos e para o meio ambiente. Abaixo alguns conselhos e dicas dos dois sites para interiorizar e reutilizar resíduos e materiais.

Razões

A principal razão para atingir este objetivo é que cada indivíduo gera, em média, 1,2 kg/dia de lixo. Um litro de óleo afeta 1.000 litros de água, uma lata de refrigerante leva mais de 10 anos para se decompor; a madeira representa 10% dos resíduos acumulados nos países industrializados; cada tonelada de papel reciclado salva a vida de 12 árvores.

Os limitados recursos hídricos lembram que esse deve ser um dos pontos de maior atenção nas casas no quesito economia. Atualmente, já existem acessórios que permitem reduzir o consumo de água de 5 a 15 litros sem ter de diminuir a pressão. São econômicos e colocá-los é simples. Se a casa tem jardim, os temporizadores de irrigação são ideais e o resultado na conta de água é certo. Os vasos sanitários com a caixa de descarga acoplada também são uma ótima opção para diminuir o gasto.

Economia de energia

A iluminação com controladores de intensidade e a substituição de lâmpadas comuns pelas de baixo consumo podem reduzir a conta em 20%.

Outro detalhe é que deixar eletrodomésticos ou eletroeletrônicos em stand by encarece a conta de 5 a 16%. Uma forma de solucionar essa questão é tirá-los do contato direto com a tomada e instalá-los com um interruptor de luz, assim, ao apagá-la, tudo se desativa.

A madeira é um dos materiais mais facilmente reaproveitados em um lar sustentável (Foto: EFE)A MADEIRA É UM DOS MATERIAIS MAIS FACILMENTE REAPROVEITADOS EM UM LAR SUSTENTÁVEL (FOTO: EFE/divulgação)
Reutilizar

Antes de reciclar, é interessante pensar se não é possível reutilizar. A água da chuva é um exemplo disso, já que ela pode ser armazenada em garrafas. A energia solar também pode ser reutilizada sem necessidade de grandes instalações.

A madeira é um material com infinitas possibilidades de reutilização. Peças antigas podem se transformar em mobília vintage facilmente.

Boas práticas

Entre as recomendações destes dois portais está a necessidade de separar o lixo: o que produzimos é composto 50% por matéria orgânica, 30% é papel, 5% é vidro e 5% é plástico.

O óleo usado nunca deve ser despejado no ralo da pia. A dica é guardá-lo em vasilhas para
que uma empresa especializada possa fazer a sua retirada de forma adequada para depois transformá-lo em sabão e sabonete, por exemplo.

Atenção com pilhas e baterias! Por conta de sua composição, elas são tóxicas e perigosas para o meio ambiente, especialmente as que contêm cádmio (pilhas recarregáveis) ou mercúrio (a maioria das baterias pequenas, pilhas alcalinas e pilhas de óxido de prata). A orientação é leva-las sempre a um ponto de reciclagem.

O ato de se desfazer de itens de informática também merece atenção. Antes de jogar qualquer peça no lixo é preciso avaliar se ela realmente ficou obsoleta. Talvez o objeto possa ser doado a algum conhecido ou entidade que tenha interesse em reutilizá-lo. Em último caso, ele deve ser levado a ponto próprio de coleta para então voltar à fábrica de origem. Peças de informáticas descartadas incorretamente têm grande potencial poluidor e por isso, atualmente, muitas empresas do setor estão realizando a famosa Análise do Ciclo de Vida.

Embalagens eco-friendly

Segundo os analistas de Estal Packaging, empresa especializada em embalagens inteligentes, cada vez mais os recipientes tem papel de importância na hora de escolher qual produto comprar e, por isso, um pacote sustentável é a peça-chave para conquistar o consumidor.

Uma das principais vantagens deste produto é o fato de ele permitir que seu conteúdo seja conservado por muito mais tempo. Outro ponto interessante é que a embalagem eco-friendly pode ser reutilizada depois como decoração, por exemplo. As possibilidades criativas são múltiplas.

(Por Inmaculada Tapia)


Fonte: Época Negócios

Anúncios

Um comentário sobre “O que é preciso para ter uma casa sustentável

  1. Pingback: O que é preciso para ter uma casa sustentável – Mude Seu Estilo de Viver

Ajude na discussão do tema. Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s