Por que chuvas podem danificar painéis solares, ao invés de limpá-los

Cientista estuda o impacto de intempéries na performance da tecnologia. Dados coletados devem levar a uma geração de painéis mais eficientes.

fonte: IDGNOW, reprodução

No segundo andar do Ames Research Center da Nasa, no Vale do Silício, Abraham Ishihara abre uma cabinete recheado de centenas de fios. Cada fio alimenta dados de uma série de painéis solares. É esse contexto que o ajuda a coletar informações detalhadas de sua performance, algo que poderá levá-lo a descobrir como um painel solar “envelhece”.

Ishihara, cientista sênior na Carnegie Melon University, espera que a pesquisa leve a novos níveis de eficiência em geração de energia solar. Com bilhões de dólares gastos em instalações solares a cada ano, esta é uma questão importante.

“Nós estamos ainda entendendo a performance a longo prazo e é importante, por que quando você faz um investimento, este estará com você pelos próximos 10, 15, 20 anos”, disse em entrevista recente.

“Entender como painéis solares funcionam ao longo do tempo é uma questão crítica. Esses dados ainda não existem”, ressalta.

As informações que o cientista está reunindo vêm de sensores incorporados em painéis solares, e uma ampla tela apresenta uma representação da saúde dos painéis solares. A maioria se revela verde, mas alguns são vermelhos – uma indicação de um possível sobreaquecimento.

“Nosso objetivo é entender melhor os mecanismos que levam a degradação da performance”, diz Ishihara.

Temperatura, por exemplo, é um dos mecanismos. Às vezes, partes do painel superam os 100º C e se isso acontece dia após dia, pode levar a um dano permanente.

“Esses tipos de defeitos podem piorar com o tempo. É esse processo que nós queremos entender”, ressalta.

Desde 2010, Ishihara tem coletado dados sobre a performance em seus painéis para desenvolver um modelo de performance e degradação que poderá ser aplicado em outros sistemas.

A pesquisa continua, mas sua maior descoberta até então é contra a sujeira e poeira. Segundo ele, chuva, por exemplo pode interferir na performance de painéis solares, ao invés de limpá-los.

A chuva pode levar a acumulação de poeira nas esquinas de cada painel, causando aquecimento considerável. Limpeza e manutenção adequadas são cruciais para a performance e maior expectativa de vida dos painéis.

Fonte: IDGNOW, Terra

Anúncios

Ajude na discussão do tema. Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s