Empresários brasileiros desenvolvem equipamento de reutilização de água que não precisa de recursos hidráulicos e elétricos

Em meio ao racionamento de água e o aumento de doenças ocasionadas por contaminação, desenvolver uma solução sustentável foi a aposta da Laveco do Brasil.

imagem_release_472526Em tempos de economia e racionamento de água, hábitos simples e extremamente importantes para a saúde, como lavar a mãos, estão ficando em segundo plano. Mas, como deixar a higiene das mãos de lado, sendo que elas são as principais vias de transmissão de doenças?

Evitar a contaminação por germes, bactérias só é possível com a correta higienização das mãos e dos alimentos, uma vez que os germes estão presentes em todos os lugares e por serem invisíveis a olho nu, muitas vezes as medidas adequadas de prevenção são deixadas de lado.

Tendo em vista a importância da higienização das mãos, foi criado em 2008 o Dia Mundial de Lavagem das Mãos (Global Hand Washing Day), celebrado em 15 de outubro, o objetivo é apoiar uma cultura global de lavagem das mãos com sabão, chamar a atenção dos governantes para a importância desta atividade e aumentar a conscientização sobre os seus benefícios. No Brasil, o dia 05 de maio foi o dia escolhido pela OMS (Organização Mundial de Saúde) para disseminar essa importância.

Pensando nisso e ciente de que a lavagem correta das mãos pode salvar mais vidas do que vacinas, empresários de São Paulo desenvolveram um compacto e ecológico lavatório móvel, ideal para higienização das mãos e pequenos objetos. Sem a necessidade de instalações elétricas ou hidráulicas, o Laveco pode ser utilizado por pequenos comerciantes, locais públicos, shows, eventos e feiras gastronômicas, barracas de alimentação de rua, entre outros.

“O tempo todo estamos em contato com germes e bactérias, seja ao andar de transporte coletivo, pressionar o botão do elevador, apertarmos as mãos uns dos outros. Todos estes, são hábitos corriqueiros que fazemos no piloto automático e se não tivermos um local adequado para lavar as mãos quando resolvemos comer um lanche na rua, durante um evento, estamos nos contaminando, muitas vezes sem nos dar conta da gravidade disso” – pontua Alex Rodrigues, Diretor do Laveco do Brasil.

Com estrutura em madeira MDF, o Laveco trabalha com sistema de água por efeito de gravidade, onde a água limpa é acoplada na parte superior; passando por um filtro com material químico para filtragem, onde as partículas sólidas ficam retidas e a água armazenada em um recipiente com tampa de 20 litros, na parte inferior. Desta forma, é possível reutilizar a água para diversos fins, incluindo a lavagem do estabelecimento.

Funcional para pequenos espaços, com 1,56m de altura e 36cm de largura, o Laveco possui um sistema de filtragem e armazenamento da água para reuso. “Quando desenvolvemos o Laveco tínhamos duas prioridades, sendo a economia de água a principal delas. Nos testes iniciais, esta economia de água para a lavagem das mãos em um restaurante chegou a 70%, o que mostra a eficiência do produto em tempos de crise. Em seguida, a facilidade de higienizar as mãos em qualquer lugar, além da possibilidade de reutilização da água”– finaliza.

Saiba mais em: www.lavecodobrasil.com.br

fonte: Assessoria de Imprensa

Anúncios

Um comentário sobre “Empresários brasileiros desenvolvem equipamento de reutilização de água que não precisa de recursos hidráulicos e elétricos

  1. Pingback: Empresários brasileiros desenvolvem lavatório móvel ecológico - Portal Sustentabilidade | ADEMI-BAPortal Sustentabilidade | ADEMI-BA

Ajude na discussão do tema. Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s